A Siemens em parceria com a EFPIA (European Federation of Pharmaceutical Industries and Associations) permitiu que o mundo tenha uma tecnologia ainda mais avançada em termos de medicamentos: através do rastreamento de remédios é possível saber quais são verdadeiros e quais não são. Além disso, essa nova tecnologia permite o controle e identificação dos tipos de drogas usados nos remédios.
Isso representa um grande passo para a humanidade, já que, principalmente em países em desenvolvimento, os medicamentos falsificados representam um grande prejuizo para a saúde humana, podendo causar mortes.
Como a falsificação de medicamentos ainda não é considerada crime, ou seja, não há punição para isso, a luta contra essa prática é ainda mais difícil. Além disso, esse "mercado negro" de remédios representa grande fonte de lucro para muita gente, o que dificulta ainda mais sua proibição.
Será que a tecnologia sueca será necessária para conter ou diminuir essa prática, até hoje, considerada legal?




Leia as notícias na íntegra:

http://tecnologia.br.msn.com/noticias/artigo.aspx?cp-documentid=23603705

http://www.rnw.nl/portugues/article/medicamentos-falsos-se-espalham-pelo-mundo